Trabalho escravo no Brasil uma triste situação a ser mudada

  • Posted on março 8, 2012 at 2:00

Após contemplarmos o crescimento econômico de nosso país nos últimos cinco anos, ficamos satisfeitos por não participar da péssima situação dos países europeus, onde Grécia, Itália, Portugal, Espanha, entre outros vivem um momento difícil. Mas apesar das melhorias ocorridas, existem muitas situações precárias a serem “resolvidas” ou pelo menos amenizadas em nossas nação, uma delas é a triste realidade do trabalho escravo no Brasil, onde em todos os anos em cada estado ocorrem flagrantes desta situação vergonhosa.

O saudoso abolicionista Joaquim Nabuco, dizia que a escravidão rebaixa nossa condição de ser humano, afinal somos tratados semelhantemente à animais, senão pior. As longas horas sem o direito de receber hora extra, a falta de ferramenta e equipamentos de segurança, enfim, a falta de condições adequadas de modo geral para o serviço, com certeza caracterizam e marcam como funciona o trabalho escravo no Brasil atualmente.

Os casos de trabalho escravo no Brasil se direcionam principalmente às lavouras de cana, nas carvoarias, madeireiras, mas infelizmente as modalidades de escravidão de nosso país continuam a crescer constantemente como no caso dos aliciadores de menores, que superfaturam com a venda do corpo de meninos e meninas e da exploração da mão de obra dos bolivianos, sendo que os dois casos ocorrem em várias partes do Brasil, principalmente no Estado de São Paulo.

 Urgentemente existe a necessidade de aprimoramento na fiscalização por parte dos órgãos trabalhistas, caso contrário a tendência deste quadro desumano é se alastrar como um câncer sem cura.

 

Deixe uma resposta