Falar em línguas conforme a bíblia ensina

  • Posted on agosto 23, 2012 at 23:47

O pentecostalismo cresce cada vez mais a nível mundial, onde o “falar em línguas”, virou um tipo de “moda religiosa”. No entanto, é preciso melhor informação por parte de muitos sobre este tema, pois quando a bíblia relata sobre o falar em línguas, é muito diferente do que é praticado em muitos lugares hoje. Acompanhe o que está escrito em I Coríntios 13:1: “Ainda que eu falasse as línguas dos homens e dos anjos, e não tivesse amor, seria como o metal que soa ou como o sino que tine”. É com base em versos como este que muitos acreditam que em meio às orações podem e falam a língua dos anjos.

Quando analisamos o capítulo anterior, o 12, mais precisamente no verso 10, Paulo fala sobre a variedade de dons e diz: “E a outros a operação de maravilhas: e a outro a profecia; e a outro o dom de discernir os espíritos; e a outros a variedade de línguas; e a outro a interpretação das línguas”. Ele repete tudo isso no verso 28, mas quando chega no capítulo 13, o apóstolo diz que “ainda que eu falasse a língua dos homens”, ou seja de todas as nações, “e dos anjos”, a língua do céu, e não tivesse amor não valeria nada. A palavra “ainda” mostra que se ele pudesse fazer o que não era feito por ele. Deus estabeleceu várias línguas em Babel segundo Gênesis 11:7, na intenção de confundi-los em seu trabalho. E todos os relatos bíblicos em que Deus fala com os homens não diz que era uma língua em que não se podia entender. Quando Pedro fez seu discurso sobre Cristo para pessoas de várias nações que estavam presentes, o verdadeiro dom de línguas ocorre, pois eles passaram a entender o que o discípulo de Cristo dizia cada um em sua língua. Vejamos o que Paulo diz sobre o falar em línguas sem tradução nos cultos: “E agora, irmãos, se eu for ter convosco falando em línguas, que vos aproveitaria, se não vos falasse ou por meio da revelação, ou da ciência, ou da profecia, ou da doutrina”? I Coríntios 14:6 “Assim também vós, se com a língua não pronunciardes palavras bem inteligíveis, como se entenderá o que se diz”? porque estareis como que falando ao ar”. I Coríntios 14:9 “E, se alguém falar em língua desconhecida, faça-se isso por dois, ou quando muito três, e por sua vez, e haja intérprete. Mas, se não houver intérprete, esteja calado na igreja, e fale consigo mesmo, e com Deus”. I Coríntios 14:27-28. Claramente vemos Paulo falando que se algum estrangeiro fosse falar deveria haver alguém que interpretasse sua fala, de maneira que complementa da seguinte forma: Porque Deus não é Deus de confusão, senão de paz, como em todas as igrejas dos santos. I Coríntios 14:33. Culto movido pela emoção não é o aconselhado pela bíblia, por isso não siga o que dizem a você mas ao que está escrito.

 

 

 

 

1 Comment on Falar em línguas conforme a bíblia ensina

  1. enrique cardoso disse:

    tambem desde a primeira vez que vi em uma igreja pentecostal, fiquei com isso na cabeça, imaginando se isso era assim mesmo, sempre achei estranho a tal lingua estranha.

Deixe uma resposta