O espírito de oração nos aproxima mais de Deus

  • Posted on julho 27, 2012 at 19:06

Quantos de nós já nos sentimos indignos de nos ajoelharmos em espírito de oração diante de Deus após ter cometido algum pecado contra Ele ou contra nosso próximo? Provavelmente a maioria das pessoas já passaram por esta experiência de não querer falar com Deus. Costumamos ir até o Criador para pedir, sempre pedir primeiro e depois se lembrarmos agradecer. Mas qual deve ser o nosso verdadeiro espírito de oração diante de Deus? Podemos resumir nossa atitude uma única palavra: sinceridade. Precisamos desabafar a Deus o que sentimos seja nos momentos de gratidão ou de angústia, pedir a ele que transforme nossa vida, e ao mesmo tempo devemos ser gratos a tudo que temos e somos.

Costumamos sempre ouvir que Deus é Onipotente, Onipresente e Onisciente, atributos estes que só pertencem a Ele e a mais ninguém em todo o Universo. Mas podemos nos perguntar: “Se ele sabe de todas as coisas que eu preciso em minha vida, por quê eu tenho que me humilhar diante dele e pedir? Ele já poderia ter me dado aquilo que eu só fui ganhar agora”. Na realidade Deus quer que nós exercitemos nosso espírito de oração para obtermos uma natureza submissa e dependente da sua vontade, isto é, como nosso Pai ele gosta que sejamos suas eternas crianças que precisam de seus cuidados, clamar na angústia e mostrar que dependemos dEle. Nestas condições desenvolvemos uma natureza mais humilde diante de Deus, onde rendemos a Ele graças por tudo o que ocorre em nosso viver.

 

Deixe uma resposta