O livro do Apocalipse e o contexto verdadeiro em que foi escrito

  • Posted on fevereiro 10, 2012 at 21:37

Em outro post procuramos falar sobre o apocalipse e como ele vem sendo mal interpretado pela maioria das pessoas. Neste artigo vamos mostrar em que contexto o livro do apocalipse foi escrito e automaticamente fazer algumas menções do seu autor, o apóstolo João, chamado por muitos teólogos, de discípulo amado devido a ele dar ênfase em seus escritos ao amor de Deus pela humanidade, e também sobre o nosso dever de amar ao próximo. É importante sabermos que a palavra “apocalipse” significa no grego original “revelação”, o que mostra que Deus mostrou eventos que ocorreriam no futuro ao profeta.

Como citamos no artigo anterior, a pretensão atual de apresentar o apocalipse é destacar a ação do demônio, as catástrofes e doenças do planeta entre outros, mas quando lemos o primeiro capítulo de apocalipse, começamos a notar que o personagem principal do livro do apocalipse não é o diabo, mas sim Jesus. Note que logo no primeiro verso ele atribui tudo o que foi revelado a ele ao Filho de Deus, nos versos seguintes , mais precisamente até o verso 8, ele busca exaltar a figura de Cristo, Seu domínio sobre todo o Universo e alerta sobre a sua volta a este mundo.

A partir do verso 9 João começa a descrever o local onde ele escreveu o livro do apocalipse e o motivo dele estar lá. Patmos era uma ilha que estava sob domínio romano e este local foi usado como prisão para os cristãos no primeiro século de nossa era, onde João manteve sua fé no cristianismo e afirma ter recebido mensagens para sete igrejas que se encontravam na Ásia Menor, sendo estas: Éfeso, Esmirna, Pérgamo, Tiatira, Sardes, Filadélfia e Laodicéia.  Quando analisamos os capítulos 1, 2 e três do apocalipse, notamos que para cada cidade é escrita uma mensagem específica, mas precisamos entender que os livros proféticos costumam sugerir em suas passagens acontecimentos de duplo contexto histórico, como vemos nas passagens do profeta Isaías no capítulo 14 versos 13 ao 15, e também Ezequiel 28 versos 13 ao 17, onde falam aos reis de Babilônia e Tiro, mas nitidamente relatam a queda de Lúcifer do céu. Sendo assim veremos em nosso próximo artigo que cada uma das sete cartas enviadas por João contém mensagens para sete períodos distintos da história, não deixe de ver.

 

Deixe uma resposta