Palavra de Deus não está à venda

  • Posted on fevereiro 27, 2015 at 18:18

Não é do interesse da maioria da humanidade conhecer sobre a palavra de Deus, enquanto vivemos num mundo consumista e nos preocupamos constantemente com o que ter e o que vamos comer, Deus convida a humanidade a contemplar coisas melhores do esta vida limitada de prazeres passageiros. Quando tentado no deserto pelo diabo, a acabar com a sua fome, Cristo usou a palavra de Deus em sua defesa e benefício espiritual:

E disse-lhe o diabo: Se tu és o Filho de Deus, dize a esta pedra que se transforme em pão. E Jesus lhe respondeu, dizendo: Está escrito que nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra de Deus. Lucas 4:3 e 4.

Muitos hoje dizem ser portadores da palavra de Deus, mas na realidade a usam para mercadejar o seu nome, sendo que as bênçãos de Deus não podem ser vendidas e não há registros de que Jesus tenha criado uma igreja para prometer curas e milagres em troca de dízimos e ofertas. Existe um exemplo claro na história de II Reis 5 versos 14 ao 27, onde um jovem chamado Geasi recebeu dinheiro de forma indevida em troca de um milagre e foi punido com a lepra. Outro episódio de homens que desejavam fama com o nome de Cristo e não se saíram muito bem vemos no Novo Testamento no livro de Atos 19 versos 13 ao 16. Foram atacados pelos demônios que desprezaram a prepotência e notaram a ganância dos mesmos.

O verdadeiro objetivo da palavra de Deus está escrito em II Timóteo 3:16: “Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça.” Em toda a bíblia não encontraremos um relato ou citação sequer dos profetas ou do próprio Cristo mercadejando o nome de Deus com os homens, afinal as promessas de restauração na vida do homem é gratuita. Não demora muito o Senhor do Universo vai ter que novamente expulsar os vendilhões do templo, cedo ou tarde eles terão que encarar o Justo Juiz de toda a terra.

Deixe uma resposta