Palavras de deus escritas por Seu próprio dedo

  • Posted on abril 1, 2013 at 19:37

Entre as milhares citações das palavras de Deus, conhecidas por intermédio dos seus servos os profetas, algumas delas foram escritas pelo Seu Próprio dedo, sendo que vemos somente quatro relatos bíblicos onde isso ocorre. Iremos neste post falar sobre estas três vezes e em que contexto elas aconteceram. As primeiras palavras de Deus escritas pelo seu próprio dedo, segundo Êxodo 31:18 se encontram no Velho Testamento, mais precisamente no livro de Êxodo capítulo 20, onde estão os dez mandamentos, que por sinal, não recebem até o dia de hoje a devida atenção da maior parte da humanidade. Por meio das escrituras sagradas vemos em Êxodo 32:19, que Moisés indignou-se com a idolatria do povo hebreu e quebrou as duas tábuas de pedras que ele recebera no monte Sinai, mas vemos Deus pela segunda vez reescrevendo em novas tábuas de pedra em Êxodo 34:1, fato que foi lembrado por Moisés em Deuteronômio 10:1 e 2.

Deus escolheu escrever em tábuas de pedras porque os hebreus conheciam bem o significado disso, pois haviam passado mais de 400 anos no Egito e na cultura egípcia e de vários outros povos, muitos monumentos eram erigidos e escritos em pedra bruta para transmitirem um sentimento de eternidade por todas as gerações. Desta maneira a lei dada aos hebreus deveria ser seguida e revelada a todos os povos para sempre. Alguns dizem que Deus também escreveu no banquete oferecido pelo rei Beltsazar, mas segundo o relato de Daniel 5:24, vemos o profeta dizendo: “Então dele foi enviada aquela parte da mão e escreveu-se esta escritura”. Desta maneira vemos que se “foi enviada aquela parte da mão”, provavelmente deve ter sido escrita por um anjo. São palavras de Deus, mas não escritas por Ele.

Quando as palavras de Deus são escritas por Ele mesmo pela terceira vez, nos encontramos num cenário em que uma mulher é levada para ser apedrejada e Jesus ao ouvir as pretensas acusações colocadas sobre aquela mulher, (podemos dizer pretensas, pois para uma mulher ser julgada pó adultério seria necessário provar com quem ela cometeu este ato, e segundo o relato bíblico vemos que não há uma figura masculina, mostrando ser assim uma armação) Ele encurva-se e põe-se a escrever no chão. Este relato está em João 8:1-11. As escrituras sagradas não relatam o que Cristo escreveu no chão, mas alguns teólogos deduzem que ele começou a escrever ações pecaminosas que envolviam aqueles homens que queriam apedrejar a mulher, quem sabe adultério, cobiça, mentira, etc, pois em seguida Jesus citou a conhecida frase “Aquele que não tiver nenhum pecado atire a primeira pedra”. Jesus aqui deixa uma lição de consequências eternas. Não devemos apedrejar as pessoas pelo que elas aparentemente são, mas amá-las como Jesus assim o fez, caso contrário, estamos nos colocando no lugar de Deus. Nas três vezes em que o Próprio Deus escreve aos homens ele está falando de juízo, pois apesar de sermos salvos unicamente pelo sangue de Cristo, seremos julgados segundo as nossas obras, ou seja, a obediência aos dez mandamentos. E por fim Jesus julgou a causa daquela mulher pois ele mostrou que tem autoridade para ser nosso advogado e também Juiz.

Deixe uma resposta