Quem foram os judeus descritos na bíblia e o que eles deixaram pra nós?

  • Posted on abril 16, 2012 at 17:06

Quando analisamos a formação dos povos do Oriente Médio, podemos entender quem foram os judeus e qual seu legado para a humanidade. A maioria dos escritores bíblicos pertenciam a este povo, onde através de relatos, poesias, cartas, e profecias, foi composto o que conhecemos como Bíblia Sagrada. Abraão, Moisés e Davi são os personagens mais conhecidos no meio judaico, afinal eles fizeram grande diferença na formação histórica deste povo.

Antes de serem chamados de judeus, os primeiros povos que formaram este povo eram chamados de hebreus. Abraão recebeu o convite e a promessa de Deus para a formação de uma nação diferente, onde se prestaria culto unicamente a ele, ou seja, com Abraão é instituído o monoteísmo que perdura até hoje no judaísmo, aqui começamos a entender de onde surgiram e quem foram os judeus. Mais tarde, 12 dos bisnetos de Abraão sobem ao Egito em busca de comida e por meio de seu irmão José, recebem abrigo do faraó, mas seus descendentes passam por um período de 400 anos como escravos dos egípcios.

 

Segundo o relato bíblico, vemos que a maioria das tradições que ainda permanecem na cultura judaica, surgem no período pós-escravidão (o maior exemplo é a origem da Páscoa), ou seja, quando Moisés é usado para tirar os hebreus do Egito e estes se dividem em 12 tribos. Enquanto no deserto foram liderados por Moisés (histórias encontradas no Pentateuco) , mas em seguida surgiram líderes chamados de Juízes, como Débora e Gideão. O primeiro rei de Israel foi Saul, mas provavelmente o rei de maior nome em Israel até os dias de hoje foi Davi. Se analisarmos quem foram os judeus para as demais nações, eles foram um povo odiado por muitos, como no caso dos filisteus, e respeitado por várias nações, por ouvirem da proteção que recebiam de seu Deus.

Durante a expansão do Império Romano, a nação judaica é invadida, é neste período que Cristo nasce e não é reconhecido pela maioria dos judeus como o tão esperado Messias, pois ele não correspondeu as suas expectativas, isto é, Jesus não se tornou rei como foi Davi para livrar Israel do poder de Roma, por isso independente do que Cristo fez, eles não queriam “apenas um Profeta para condená-los”, mas sim um rei para a restauração da glória de Israel. Alguns anos após Cristo ser pendurado numa cruz, mais precisamente no ano 70 d.C, o general Tito invade Jerusalém, provocando assim a Diáspora do povo judeu, ou seja, seu espalhamento por todo o mundo.

Deixe uma resposta